Projeto Social Feliz Idade

ABBA – Projeto Social “Feliz  Idade”

 

 

Introdução

 

A Academia Brasileira de Belas Artes tem por meta divulgar a arte em todas as suas nuances e incentivar a atenção de todas as pessoas para esse viés da cultura, que nem sempre têm a oportunidade e facilidade dessa aquisição.

 

A Academia Brasileira de Belas Artes, como órgão central das Artes no Brasil e, cumprindo um dos seus principais papeis, propõe, com o Projeto “Feliz Idade”, promover e incentivar o interesse do idoso, com uma proposta que contempla unir a criatividade ao educativo resultando na arte mais pura e genuína que pode haver: a manifestação artística.

 

 

Objetivos

 

O Projeto “Feliz Idade” busca incentivar os idosos no interesse pela arte e, para isso, propomos uma oficina na qual enfocaríamos um pintor famoso, consagrado, da antiguidade ou contemporâneo, acrescentando alguma nova modalidade de cultura ao idoso que, por vezes não teve a oportunidade de conviver.

 

Despertar, através dessa atividade cognitiva, o interesse por artes.

 

Vivenciar uma experiência diferente de sua vida pregressa e/ou atual.

 

Realizar atividade cognitiva favorecendo a promoção da saúde, socialização e ressignificação na vida dos participantes.

 

Possibilitar a divulgação de mini palestras sobre um pintor famoso e aumentar seu círculo de interesse.

 

Usar espaços abrigados como em uma praça pública onde tenha mesa, bancos e cobertura para realização das práticas artísticas.

 

Justificativa

 

Tornar o dia a dia de um cidadão idoso mais abrangente, mais sedutor no tocante à criatividade, mais colorido e com um olhar mais curioso para os grandes mestres da pintura.

Na prática, o Projeto ”Feliz Idade” visa despertar o interesse do idoso para a criatividade, vencendo barreiras que, à princípio, poderiam parecer intransponíveis e, quem sabe, descobrindo novos talentos.

 

 

Desenvolvimento

 

O projeto consiste na criação de eventos quinzenais, em espaços públicos coletivos, para grupos de no máximo 15 (quinze) pessoas a partir de 60 (sessenta) anos que trabalharão com materiais de fácil uso, inócuos e de conhecimento do seu universo, fornecidos pela ABBA, para realizar uma pintura. O trabalho será de sua propriedade, podendo dela dispor como quiser.

 

Para a formação do grupo de trabalho para a oficina, serão distribuídas, em cada encontro, as quinze senhas, relativas ao número de participantes.

 

As senhas serão entregues quinze minutos antes do início das atividades.

 

Cada oficina terá início e fim no mesmo dia com duração de 2 (duas) horas, das 9:00 às 11:00 h. Assim sendo, o participante tem a liberdade de retornar outras vezes, conforme a sua vontade e possibilidade.

 

Não será cobrado qualquer valor para a participação.

 

Em sua primeira fase, o projeto pretende realizar seis encontros.

As datas e locais previstos para os encontros serão divulgados na mídia como jornais de bairro e facebook.

 

Uma dupla de Acadêmicos da Academia Brasileira de Belas Artes realizará um mini release do famoso pintor-modelo e descrição de uma de suas obras que será exibida como modelo em xerox.

Distribuirá uma folha de papel A4 com um leve contorno dessa obra do pintor-tema para facilitar o início do trabalho do participante.

Os idosos farão a execução de seus trabalhos direcionando sua atenção e seu novo “olha” para as cores, luzes e sombras de uma obra de arte.

 

A atividade desenvolvida em cada encontro será acompanhada de Artistas Plásticos, acadêmicos da ABBA, que terão muito prazer em orientar e estimular a criatividade.

 

A ABBA fará uma premiação simbólica através de um diploma nominal para os participantes que concluírem sua “obra”, com a finalidade de estimular o idoso e celebrar a sua criação.

 

 

Necessário se faz que os participantes, preencham uma ficha de inscrição, que será fornecida pela ABBA, com nome, idade, endereço e informações sobre condições alérgicas do participante. Se não souber informar, a inscrição não poderá ser efetuada, ficando em suspenso até obtenção deste item.

 

Apesar de a tinta guache ser hipoalergênica e atóxica, idealizada para pintar em papel, pode sujar as mãos e braços, por isso, antes da prática da pintura, faremos um teste na pele de cada participante, no intuito de diagnosticar qualquer tipo de alergia.

 

Portaremos lenços umedecidos que serão usados para a retirada da tinta do teste.

 

Por se tratar de um evento em espaço aberto, os participantes poderão ser fotografados por órgãos de publicidade.

 

 

Retorno do Patrocinador

 

Como já foi colocado anteriormente, um trabalho de artes como esse merece destaque, não somente pelo seu público alvo – cidadãos da terceira idade – como pela respeitabilidade do seu órgão realizador, a Academia Brasileira de Belas Artes, cujo objetivo maior, como colaborador, é preparar nossas idosos para um patamar cada vez maior de respeitabilidade, autoestima, cultura e criatividade.

Acreditamos na grande oportunidade que uma empresa séria pode conquistar unindo a sua marca a um evento com esta beleza de propósito.

 

 

Material necessário para as oficinas

 

  1. Tintas guache, não tóxica, nas cores: branco, preto, amarelo, azul e vermelho
  2. Pincéis macios, tamanho médio, para tinta guache
  3. Papel Sulfite – Formato A4.
  4. Embalagem para torta retangular 40 cm para servir de cavalete
  5. Pregadores de Madeira
  6. Formas de gelo de plástico
  7. Copinhos de água mineral- 100 unidades
  8. Pacotes de Lenços umedecidos para limpeza
  9. Aventais para pintura em TNT
  10. Banner de divulgação – 1,50 x 0,70m
  11. Borracha macia
  12. Papel toalha – 6 rolos
  13. Gelo
  14. Diplomas para premiação.

 

Rio de Janeiro, 24 de maio de 2021

 

Vera Lucia Gonzalez Teixeira

Presidente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *