Carlos Eduardo Carise: conheça mais sobre o terceiro presidente da ABBA

Carlos Eduardo Carise foi o terceiro presidente da Academia Brasileira de Belas Artes (ABBA).

Bacharel em direito, foi criador e coordenador de diversos movimentos culturais de valorização artística, entre eles os Salões de Artes Plásticas da PMRJ/Funarte, o I Encontro dos Artistas Plásticos, o I Congresso Brasileiro de Artes Plásticas e os Projetos do Bairro dos Artistas e do Sindicato dos Artista. As iniciativas comprovam a sua determinação precípua de elevar o nível cultural e artístico do país.

Carise foi detentor do título da Ordem Nacional do Mérito das Belas Artes no elevado Grau de Grande Oficial e, também, do Diploma de Membro Benemérito das Artes Plásticas da ABBA, além de muitas outras condecorações em sua vida pública e profissional. É, também, Acadêmico de Grau pelos relevantes serviços prestados à causa acadêmica.

No posto de presidente, sucedeu Heitor Usai, segundo a ocupar a cadeira, e José Venturelli Sobrinho, idealizador e fundador da ABBA.

No ano de 1983, Carise recebeu voto de congratulações da Vereadora Ludmila Mayrink.

“Pelo incentivo que vem prestando às artes plásticas, há vários anos, à frente da Academia Brasileira de Belas Artes, desenvolvendo um trabalho de grande relevância junto aos poderes públicos e artistas plásticos, gratos a seu estímulo constante ao proporcionar à comunidade novas perspectivas culturais, bem como oportunidades a toda uma classe mal compreendida pelas limitações socioeconômicas”, disse a vereadora.

A trajetória e a atuação de Carise também foram lembrados por Olavo de Alencar Dutra, que afirmou que, pelo seu talento polimorfo e inefável sensibilidade, Carise merece nossas efusivas homenagens como legítimo defensor irrivalizável do artista brasileiro”.

“Diante de múltiplas atividades e sua valiosa contribuição à nossa Academia – líder nato e verdadeiro, sólida cultura e intransigente na defesa dos direitos inalienáveis dos artistas, Eduardo Carise, bacharel em direito, com inúmeros cursos na Fundação Getúlio Vargas e ADESG, tem se voltado à coletividade e à cultura, procurando soluções alternativas para os magnos problemas sociais”.

Nos próximos posts aqui no site, vamos continuar falando dos demais presidentes que passaram pela ABBA durante as mais de sete décadas de vida da nossa entidade. Fique ligado! 🎨❤

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.